Não se pode seguir Jesus “pela metade”, destaca Papa em Missa

Santo Padre lembrou a necessidade de manter o coração vigilante contra os perigos do mal
Da Redação, com Rádio Vaticano
Em Missa celebrada nesta manhã, 11, na Casa Santa Marta, Papa Francisco alertou para a necessidade de vigiar contra o demônio. O Santo Padre enfatizou que não se pode seguir a vitória de Jesus contra o mal “pela metade”, reiterando que não se deve confundir ou relativizar a verdade na luta contra o demônio.
Refletindo sobre o Evangelho do dia, o Papa destacou que sempre há a tentação de querer desmerecer a figura de Jesus como se fosse no máximo um “curandeiro”, que não deve ser levado tão a sério. Este é um comportamento que chegou aos dias de hoje, segundo disse o Papa.
“Há alguns padres que quando lêem este trecho do Evangelho, este e outros, dizem: ‘Mas, Jesus curou uma pessoa de doença psíquica’. Não lêem isto aqui, né? É verdade que naquele tempo se podia confundir uma epilepsia com a possessão do demônio; mas também é verdade que havia o demônio! E nós não temos o direito de tornar as coisas tão simples, como dizer: ‘Todos estes não estavam possuídos; eram doentes mentais’. Não, a presença do demônio está na primeira página da Bíblia e a Bíblia termina também com a presença do demônio, com a vitória de Deus sobre o demônio”.
O Papa observou então que o Senhor dá alguns critérios para discernir a presença do mal e para seguir no caminho cristão quando há tentações. Um dos critérios é não seguir a vitória de Jesus sobre o mal somente “pela metade”. O outro é a necessidade de vigiar contra o mal.
“Não confundir a verdade. Jesus luta contra o diabo: primeiro critério. Segundo critério: quem não está com Jesus, está contra Jesus. Não há comportamentos pela metade. Terceiro critério: a vigilância sobre o nosso coração, porque o demônio é astuto. Nunca é expulso para sempre. Somente no último dia o será”.
Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agenda Paroquial 2020

Pesquisar

Postagens mais visitadas

Arquivo do blog