665 mil baianos fazem o Enem



Substituto de muitos vestibulares para ingressar em universidades públicas federais e estaduais, o Exame Nacional do Ensino Médio, que acontece no próximo final de semana, nos dias 8 e 9, teve o número de inscritos superior ao ano passado, na Bahia. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, responsável pela realização do exame, 665 mil baianos se inscreveram para participar da prova, 22,46% a mais dos interessados no ano passado. No Brasil, os baianos representam uma conta 7,63% dos inscritos. As provas mudam a rotina da maioria dos municípios onde são realizados, por isso, os candidatos devem ficar atentos, principalmente, em relação ao local de realização do exame, como chegar e ao horário. O site do Inep alerta ainda para a necessidade de apresentação do RG original com foto, assim como a descrição da caneta para a realização da prova, que deve ser de cor preta e de material transparente. Outro detalhe que deve ser observado pelo candidato baiano diz respeito ao horário de chegada nos locais de prova. A hora oficial prevista em edital para o início do exame é às 13h, horário de Brasília, logo, os candidatos são orientados a chegar às 12h, uma de antecedência, para identificação das salas e solução de possíveis dúvidas. No entanto, como o Distrito Federal participa do horário de verão, ao contrário da Bahia que ficou de fora da mudança, as provas em Salvador e no interior do estado terão início mais cedo, às 12h, devendo os candidatos chegar com antecedência ainda maior, às 11h.Quem for utilizar o transporte público nos dias de provas, a Transalvador preparou um esquema especial para atender a demanda. De acordo com Sérgio Melo, técnico da Diretoria de Transito do órgão municipal, entre às 10h e 17h do sábado e domingo, as 119 linhas de ônibus que atendem as regiões de locais de prova irão operar em capacidade máxima, como geralmente ocorre nos dias de semana. Com a ação, a frota do sábado será acrescida de 371 veículos e a de domingo com 468 coletivos. “Nas estações Pirajá, Mussurunga e Lapa também haverá uma frota reguladora de stand by, para atender a qualquer eventualidade que atrapalhe a chegada dos estudantes nos locais de prova. Se um ônibus quebrar, ou não conseguir chegar ao destino por qualquer motivo, haverá veículos de plantão para solucionar o problema e atender a esta demanda”, explicou. Agentes da Transalvador também estarão nas ruas para eliminar situações que venham a atrapalhar o tráfego nos horários de chegada e saída dos locais de prova, como o estacionamento irregular e o desordenamento do trânsito. De acordo com a Polícia Militar, cerca de quinze mil policiais militares farão a segurança do Enem em todo o estado, distribuídos em 2.258 escolas, durante os dois dias. Também fica a cargo da PM a escolta das provas, assim como a montagem do policiamento nas instituições de ensino onde o exame será aplicado. Os principais acessos dos locais de prova, pontos de ônibus e estações de transbordo também estarão monitorados pela polícia ostensiva.  (Tribuna da Bahia)
Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agenda Paroquial 2020

Pesquisar

Postagens mais visitadas

Arquivo do blog