SEXTA-FEIRA SANTA - CELEBRAÇÃO DA PAIXÃO DO SENHOR


“A Paixão de Cristo representa a máxima expressão do sofrimento humano, que, na entrega do Redentor, recebe uma significação nova e profunda ao ser associado ao amor”



Neste dia de silêncio, vamos contemplar a fidelidade de Jesus ao Pai em seu grau máximo, passando pelo sofrimento e pela morte. Ele foi fiel ao projeto divino até o fim, até as últimas conseqüências.

sexta-feira, dia sagrado e solene, ao mesmo tempo, sóbrio e austero. A Igreja, acompanhando os passos de Jesus Cristo, faz memória de sua Paixão e Morte na cruz. A humanidade sensibilizada e reconhecida, para adiante do Filho de Deus, nascido da Virgem Maria que “passou a vida fazendo o bem a todos”. O justo é condenado por júri injusto: testemunhas falsas, torturas, autoridade lavando as mãos covardemente, cenas de violência e de morte.

Neste dia, somos convidados a mergulhar nos mistérios da Páscoa da Paixão, participando da celebração da Palavra que tem como centro a narração da Paixão de Jesus, segundo João, e como ponto culminante a adoração da Santa Cruz, após a oração universal.
No silêncio deste dia, contemplando e adorando o Crucificado, cheguemos ao reconhecimento de seu mistério: “de fato, esse homem era mesmo o Filho de Deus” (Mc 15,39). Solidários com os sofrimentos do divino Redentor e dos membros de seu Corpo, recebamos força para viver da esperança e da vitória que nasce da cruz.

Segue Algumas fotos da Celebração da Paixão do Senhor:





Comentarista
                                       


Leitura


Salmista







Via-Sacra é o exercício de piedade segundo o qual os fiéis percorrem mentalmente com Cristo o caminho que O levou do Pretório de Pilatos até o monte Calvário; compreende quartoze estações ou etapas, cada qual apresenta uma cena da Paixão a ser meditada pelo discípulo de Cristo.











;



Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agenda Paroquial 2020

Pesquisar

Postagens mais visitadas

Arquivo do blog